Candidíase

Candidíase é a leucorréia (corrimento) causado pelo fungo Candida albicans, responsável por 30% dos casos de vaginite.

A medicina utiliza antifúngicos como niconazol, clotrimazol, isoconazolpara e outros para acabar coma crise. 

Dentes de alho, inclusive intravaginalmente são talvez a melhor opção, em que pese a recusa quase total das possíveis usuárias.

O alho é excelente antimicótico e aumenta a resistência orgânica, dificultando rescidivas.

A genciana (Genciana lutea L.) na forma de tintura existente no mercado a preço baixo, tem alta eficácia nesses casos, tem o inconveniente de manchar a roupa e a pele de roxo. 

A artemísia (Artemisia vulgaris L.), faz-se infusão e usa-se como banho ou em duchas. A espécie Artemisia selengensis L. tem o mesmo efeito do absinto e estuda-se nela uma ação anticândida similar a 1000 UI de nistatina. As variedades alolonifera L. e nolineri ch. também tem ação anticândida documentada.

Outra sugestão é a tintura-mãe de calêndula (C. officinalis L.), com excelente ação sobre pele e mucosas, é boa antimicótica e estimula o sistema imunológico. Existem cremes a 1% ou 2%. Pode ser feito banhos com chás: uma parte de tintura de sumidades floridas para 15 partes de água.

O capim-santo (Cymbopogon citratus), pitanga (Stenocalyx pitanga) e boldo-do-chile (Peamus boldus) conseguem bloquear a proliferação de cândidas e são opções válidas para se usar juntamente com capim cidreira (chá por infusão ou banhos de assento), ibipitanga (chá por decocção de folhas oralmente, 1 chícara 3 vezes ao dia, ou em banhos ou a fruta in natura ou sucos) e boldo (tintura a 60% em 2 ml 3 vezes ao dia via oral ou 2% para banhos).

A tomatina do tomate (Solanum lycopersicum) mata totalmente a Candida albicans. Usa-se o extrato de tomate (pode ser o de supermercado) em aplicações vaginais ou banho com o suco dele, várias vezes ao dia.

Outras ervas indicadas também são timo (antisséptico e antifúngico); maracujá (Passiflora sp), banhos com infuso de suas folhas ajudam a debelar feridas e corrimentos vaginais; saponária (Saponaria officinalis L.), facilita a expectoração e o espirro por irritar as mucosas; tomilho (Thymus officinalis L.) é antisséptico e faz parte do bálsamo de Oppodeldoch como revulsiva (sabão, cânfora, amoníaco, alecrim, álcool e essência de tomilho).

Para a coceira, creme, loção ou até banho de camomila, várias vezes ao dia, pode ser suficiente.   Fonte:  FRANCO, L. C. L.; LEITE, R. C. Fitoterapia para a mulher. Corpomente, Curitiba (PR). 2004