Rosa

Nome científico: 
Rosa gallica L.
Família: 
Rosaceae
Sinonímia científica: 
Não há registro de sinônimo científico para esse nome.
Partes usadas: 
Pétalas
Constituintes (princípios ativos, nutrientes, etc.): 
Óleo essencial, tanino, potássio, ferro (em óxido), ácido gálico, albumina e um corante.
Propriedade terapêutica: 
Cardiotônica, adstringente, afrodisíaca, refrescante, laxativa, calmante, digestiva.
Indicação terapêutica: 
Depressão, afecção da garganta e boca, atonia digestiva, diarreia, queimadura, urticária, picada de inseto, mau hálito

Nomes em outros idiomas

  • Inglês: French rose, apothecary's rose, Provence rose, red rose
  • Alemão: Essig-Rose, Apotheker-Rose.

Origem
Europa

Descrição
Muita usada nos jardins medievais, Rosa gallica é uma das mais antigas espécies cultivadas pelos gregos e romanos. A maioria dos cultivares das atuais rosas tem a R. gallica em seus ancestrais.

É um arbusto pequeno podendo atingir 2 m de altura, de folhas geralmente com cinco folíolos ovados ou orbiculares e flores grandes, de um tom vermelho vivo.

A rosa é cultivada como ornamental mas devido às suas múltiplas propriedades medicinais, ficou conhecida como "rosa dos boticários".

A mistura de pétalas de flores secas com especiarias, acondicionadas em jarros (potpourri), é utilizado para perfumar o ar.

Potpourri (em francês, literalmente "vaso podre") designa uma jarra contendo uma mistura de pétalas de flores secas e especiarias, para perfumar o ambiente.

São também usadas na preparação de cosméticos, perfumes, banhos e licores.

Uso popular e medicinal
As pétalas são antibactericidas, adstringentes e tonificantes. Internamente ao organismo, podem ser utilizadas no tratamento de resfriado, bronquite, gastrite, diarreia, depressão e letargia. Externamente são empregadas no tratamento de infecções oculares, dores de garganta, feridas leves e problemas de pele.

As pétalas são a matéria-prima do mel rosado usado em aftas e conhecido desde Hipócrates, mas também de xaropes, pomadas (para rachadura de lábios e mamilos), vinagre (usada em queimadura, urticária e picada de inseto). É matéria-prima de licores, perfumes e refrescos.

O fruto de diversos membros do gênero são rica fonte de vitaminas e minerais especialmente vitaminas A, C, E, flavonoides e outros compostos bioativos. É ainda uma fonte razoavelmente boa de ácidos graxos essenciais, o que é relativamente incomum para frutos. Está sendo investigado como um alimento capaz de reduzir a incidência de câncer, ou até mesmo cessar ou reverter seu crescimento.

Na aromaterapia, o óleo essencial das flores é usado no combate à depressão, ansiedade e sentimentos negativos.

Dosagem indicada

Inflamação da boca, olho e garganta, diarréia, mau hálito (infusão). Para boca, 10 g de pétalas. Para diarreia, 25 g de pétalas secas feitas pó misturadas a 7 g de glicerina e usar 10 g da mistura 2 vezes ao dia.

Inflamação do olho.  Infusão de 15 g de sumidades floridas de alecrim em 500 mls de água destilada fervente, deixadas em repouso por 8 dias. Acrescentar depois 15 g de rosas e compressar.

Urticária, queimadura. Fazer um vinagre com vinho, que depois de fervido serve de depositório de um punhado de pétalas de rosas. Lavar o local ou usar sabonetes, óleo para massagem e banho encontrados no mercado. 

 Receita de Licor de Rosas
Ingredientes. 100 g de pétalas de rosa vermelha, 1 litro de aguardente, 1 kg de açúcar, 7.5 dl de água.

Modo de fazer. Rasgar as pétalas de rosa e colocar de infusão com a aguardente, durante uma semana, num local escuro. Passado este tempo fazer a calda com a água e o açúcar, juntar a aguardente devidamente coada, filtrar e engarrafar.

 Referências

  1. GRIEVE, M. A Modern Herbal.  Penguin, Middleburg, 1984.
  2. Usher. G. A Dictionary of Plants Used by Man. Constable, London, 1974.
  3. MATTHEWS, V. The New Plantsman. Royal Horticultural Society, v.1, 1994.
  4. Bown, D. Encyclopaedia of Herbs and their Uses. Dorling Kindersley, London. 1995.
  5. Wikipedia - Rosa gallica - Acesso em 6 de outubro de 2019
  6. Petiscos.com: Licor de Rosas - Acesso em 6 de outubro de 2019
  7. Receitas de Licor de Rosas e Chá de Rosas (compilação de receitas encontradas na web) - Acesso em 6 de outubro de 2019
  8. The Plant List: Rosa gallica - Acesso em 6 de outubro de 2019
  9. Imagem: Index of 4000 botanical images 1 - 2 (by Kurt Stueber)
  10. Wikipedia - Potpourri - Acesso em 6 de outubro de 2019

GOOGLE IMAGES de Rosa gallica - Acesso em 6 de outubro de 2019

 

Galeria: clique na imagem para ampliar: