Gergelim

Nome científico: 
Sesamum indicum L.
Família: 
Pedaliaceae
Sinonímia científica: 
Volkameria orientalis (L.) Kuntze
Partes usadas: 
A planta toda.
Constituintes (princípios ativos, nutrientes, etc.): 
Ácido graxo oleico, minerais (semente).
Propriedade terapêutica: 
Antioxidante, antimicrobiana, anti-inflamatória, antidiabética, anticancerígena, anti-hiperlipidêmica, hepatoprotetora, anti-helmíntica, antileishmania, vasorrelaxante.
Indicação terapêutica: 
Cólera infantil, diarreia, disenteria, catarro, problemas na bexiga, fígado e rins, obstipação, cárie, osteoporose, articulação rígida, hemorroidas, úlcera, asma, tosse.

Nome em outros idiomas

  • Inglês: Sesame

Origem

Possivelmente originária da Índia e da região em que onde hoje é o Paquistão [5].

Descrição [4]

Planta anual, herbácea ou semi arbustiva, de ciclo variável (3 a 6 meses), dependendo da cultivar. Em solos férteis pode atingir 2 m de altura. Pode ser constituída de apenas uma haste sem ramificações, semirramificadas ou ramificadas.

As folhas têm formatos diferentes: na parte inferior são longas, de contorno dentado ou lobulado irregular e na parte inferior são lanceoladas e fitolaxia alternada. As flores são completas podendo apresentar coloração branca, rósea ou violeta.

Os frutos são cápsulas pilosas com 2 a 4 lojas contendo, cada uma, várias sementes, cuja cor varia do amarelo claro ao marrom. Cultivar com semente de cor amarela tem valor industrial enquanto a de cor escura tem valor caseiro e medicinal.

Uso popular e medicinal

S. indicum é uma das mais antigas sementes oleaginosas, usada em todo o mundo para fins nutricionais, medicinais e industriais. Avaliação farmacológica realizada em suas diferentes partes e constituintes químicos isolados destacaram seus benefícios para a saúde e potencial terapêutico contra diferentes processos metabólicos, inflamatórios e doenças infecciosas.

Vários ensaios in vitro e in vivo baseados em mecanismos, extratos e compostos isolados obtidos de diferentes partes do gergelim demonstraram exibir propriedades antioxidante, antimicrobiana, anti-inflamatória, antidiabética, anticancerígena, anti-hiperlipidêmica, hepatoprotetora, anti-helmíntica, antileishmania, gastroprotetora, larvicida e atividade vasorrelaxante [1].

Folhas e sementes são adstringentes. As folhas são ricas em um material pastoso, quando misturadas à água formam uma rica mucilagem usada no tratamento da cólera infantil, diarreia, disenteria, catarro e problemas na bexiga.

A semente é diurética, emoliente, galactagoga, lenitiva e tônica. Age como um tônico para o fígado e os rins. É tomado internamente no tratamento de queda de cabelo prematura e embranquecimento, convalescença, obstipação seca crônica, cárie dentária, osteoporose, articulações rígidas, tosse seca etc. Tem notável capacidade de aumentar a produção de leite em mães que amamentam. Externamente é usado para tratar hemorroidas e úlceras.

A semente é muito rica em calorias, portanto deve ser usada com cautela por pessoas com excesso de peso.

O óleo é laxante e também promove a menstruação. É utilizado no tratamento da obstipação seca nos idosos. Misturado com água de cal, o óleo é usado externamente para tratar queimaduras, furúnculos e úlceras.

A raiz é emoliente. A decocção é usada em várias comunidades tradicionais para tratar asma e tosse.

As flores são usadas para fazer um chá emoliente [2].

Composição de alimentos por 100 g de parte comestível [3]

Gergelim, semente
Principais Minerais Vitaminas
Umidade % 3,9 Cálcio mg 825 Retinol µg NA
Energia 584 kcal; 2442 kJ Magnésio mg 361 RE µg  
Proteína g 21,2 Manganês mg 2,67 RAE µg  
Lipídeos g 50,4 Fósforo mg 741 Tiamina mg 0,94
Colesterol mg NA Ferro mg 5,4 Riboflavina mg Tr
Carboidrato g 21,6 Sódio mg 3 Piridoxina mg 0,13
Fibra alimentar g 11,9 Potássio mg 546 Niacina mg 5,92
Cinzas g 2,9 Cobre mg 1,51 Vitamina C mg Tr
    Zinco mg 5,2    

NA: Não Aplicável Tr: Traço

O óleo da semente tem alta porcentagem de ácido graxo oleico [5].

 Dedicado a Cristiani Sabbatini (Ariranha, SP)

 Referências

  1. Science Direct (Medicinal Spices and Vegetables from Africa, 2017): Sesamum indicum - Acesso em 5 de maio de 2019
  2. Useful Tropical Plants: Sesamum indicum - Acesso em 5 de maio de 2019
  3. Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TACO). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), 4a ed. 2011.
  4. Empresa Brasileira de Pesquisa Agroecuária (EMBRAPA, 1986): Cultura do gergelim no nordeste do Brasil - Acesso em 5 de maio de 2019
  5. Instituto Agronômico de Campinas (IAC): Cultura do gergelim - Acesso em 5 de maio de 2019
  6. Image: Wikimedia Commons (Author: Vinayaraj)
  7. The Plant List: Sesamum indicum - Acesso em 5 de maio de 2019

GOOGLE IMAGES de Sesamum indicum - Acesso em 5 de maio de 2019

 

Galeria: clique na imagem para ampliar: