Envenenamento de animais de estimação por ingestão de plantas ornamentais - Parte I


Por Ana Lúcia Teixeira de Lima Mota, Bióloga (São Paulo, SP)

Vale a pena fazer um alerta sobre envenenamento de animais de estimação por plantas.
 
Sabe-se que eles procuram ingerir matinhos (plantas espontâneas ou pancs) quando estão com algum desconforto digestivo. Os felinos comem por que precisam eliminar a bola de pelo que se forma ao lamberem para se limpar.
 
Quem tem animais em casa precisa manter um vasinho com grama ou outras plantinhas que eles possam mastigar. 
 
Cães comem as pontinhas do capim limão e da citronela e buscam mato no jardim, aquelas que geralmente arrancamos de hortas, jardins e vasos.
 
Existem relatos de que gatos ingerem essas plantas com muita frequência.
 
Lojas especializadas vendem sachês com sementes e outros produtos para plantar. A dica é ter sempre um vaso com gramíneas (que são muito apreciadas) disponíveis em lugar de fácil acesso.
 
Já se noticiou a respeito de animais, principalmente filhotes, que comeram plantas tóxicas dos vasos e morreram. As campeãs são comigo-ninguem-pode, espada-de-são-jorge, espirradeira, coroa-de-cristo, arruda, bico-de-papagaio, antúrio, copo-de-leite e tantas outras. Nas sugestões abaixo temos uma lista mais completa.
 
A toxina presente na maioria dessas espécies é o cristal de oxalato de cálcio
 

Quem tem animalzinho (cão, gato, pássaro) precisa ficar atento a qualquer sintoma estranho e ver se a planta suspeita está mordiscada.

Este assunto continua na Parte II - Sintomas e tratamentos 

Sugestões para consulta

  1. Medicina Veterinária: Plantas ornamentais tóxicas para cães e gatos presentes no nordeste do Brasil - Acesso em 26 de agosto de 2018
  2. American Society for the Prevention of Cruelty to Animals: Poisonous plants - Acesso em 26 de agosto de 2018
  3. Brasil Escola: Comigo-ninguém-pode - Acesso em 26 de agosto de 2018
  4. Homeopatia Animal: Intoxicação por plantas em animais - Acesso em 26 de agosto de 2018
  5. Grupo Abril: 15 plantas ornamentais tóxicas para cães e gatos - Acesso em 26 de agosto de 2018