Pulmonária

Nome científico: 
Stachys byzantina K.Koch
Sinonímia científica: 
Eriostomum lanatum Hoffmanns. & Link
Família: 
Lamiaceae
Partes usadas: 
Folha, flor e raiz.
Constituintes (princípios ativos, nutrientes, etc.): 
Flavonoides glicosídeos, diterpenos caurenóicos.
Propriedade terapêutica: 
Antioxidante, antibacteriana, anti-inflamatória.
Indicação terapêutica: 
Afecções dos pulmões, asma, bronquite, dores (barriga, corpo, garganta), gripe, resfriado, próstata, pneumonia.

 Esta espécie é considerada planta alimentícia não convencional

Nome em outros idiomas

  • Inglês: lamb's ear, montain tea, woolly hedge-nettle
  • Francês: épiaire de Byzance, épiaire laineuse, oreille de lapin, encore oreille d'ours​

Origem
Nativa na Turquia, Armênia, Irã e Azerbaijão.

Descrição [1,4]
Herbácea perene, ramificada na base, atinge de 20 a 40 cm de altura. Folha elíptica, simples (não separadas em folhetos), oposta (2 folhas por nó ao longo da haste), borda inteira, curto-peciolada, aromática, densamente tomentosa.

Inflorescência eventual em forma de espiga com flor rósea ou violeta, bilateralmente simétrica. O fruto é seco e não se abre quando maduro.

Propaga-se por divisão de touceira.

Uso popular e medicinal
Amplamente cultivada no Sul e Sudeste do Brasil para fins ornamentais e consumo como alimento. As folhas após o cozimento, quando empanadas e fritas, ficam bem crocantes com textura leve e sabor de peixe frito. São conhecidos 3 flavonoides glicosídeos de suas partes aéreas, inclusive um com ação antiproliferativa, e diterpenos caurenóicos. Várias espécies desse gênero possuem óleos essenciais com ação antimicrobiana, podendo servir na indústria e como alimento funcional [1].

Diversos estudos relatam os efeitos biológicos da S. byzantina. O extrato da planta tem atividade antioxidante. O óleo essencial obtido por destilação apresenta forte atividade anticândida. O extrato metanólico das partes aéreas dessecadas apresenta atividade antibacteriana contra microorganismos, sendo mais ativo contra os gram-positivos Streptococcus sanguis e Staphylococcus aureus. Partes aéreas de espécies do gênero Stachys contêm flavonoides, que podem ser os responsáveis pela atividade antibacteriana. O óleo de S. byzantina apresentou atividade contra a bactéria Escherichia coli. Existem evidências de que extratos de S. byzantina inibem a dor e os processos de inflamação [2].

 Dosagem indicada [2]

Afecções dos pulmões, asma, bronquite, dores (barriga, corpo, garganta), gripe, resfriado, próstata e pneumonia. Preparar por infusão (raiz, folha, flor). Ingredientes: 1 colher (sopa) rasa da planta fresca picada ou 1/2 colher (sopa) rasa da planta seca para 1 xícara de água. Modo de preparo: colocar a água fervente sobre a planta, abafar durante 10 minutos, esperar amornar e coar. Validade: 10 horas. Adultos: 1 xícara de chá, 2 vezes ao dia.

 Afecções dos pulmões, asma, bronquite, resfriado e pneumonia. Preparar como xarope (raiz, folha, flor). Ingredientes: 1 planta média, 1 copo de água, 1 xícara de açúcar cristal. Modo de preparo: levar ao fogo os ingredientes até formar um caramelo. Mexer novamente, abafar até tomar a consistência de xarope, coar e deixar esfriar. Guardar em frasco de vidro na geladeira. Validade: 7 dias. Adultos: 1 colher de sopa, 3 vezes ao dia. Restrições de uso: crianças menores de 5 anos, gestantes, lactantes e idosos.

 Culinária - "Peixinho-da-horta à dorê" [1]

Colha as folhas jovens, escorra bem.

Em um prato bata 4 ovos, sal, orégano, alho amassado, pimentas a gosto. Bata bem com um garfo. Em outro prato coloque farinha de trigo para empanar.

Passe as folhas nos ovos batidos e em seguida na farinha e frite imediatamente em óleo quente. Sirva bem quente.

 Referências

  1. KINUPP, V. F; LORENZI, H. Plantas alimentícias não convencionias no Brasil. Instituto Plantarum de Estudos da Flora, Nova Odessa (SP), 2014.
  2. Diretoria da Imprensa Oficial e Editora de Santa Catarina (DIOESC, 2012). Fitoterapia Racional: Aspectos taxonômicos, agroecológicos, etnobotânicos e terapêuticos - Acesso em 11 de dezembro de 2016
  3. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (RS, Campus Sertão, 2012): Agroecologia e desenvolvimento rural sustentável - Acesso em 11 de dezembro de 2016
  4. Go Botany: Stachys byzantina - Acesso em 11 de dezembro de 2016
  5. Image: Washington State University (Courtesy of Dr. Charles Brun, Professor Emeritus) - Acesso em 11 de dezembro de 2016
  6. The Plant List: Stachys byzantina - Acesso em 11 de dezembro de 2016

GOOGLE IMAGES de Stachys byzantina - Acesso em 11 de dezembro de 2016

Galeria: