Noz-pecã

Nome científico: 
Carya illinoinensis (Wangenh.) K.Koch
Sinonímia científica: 
Hicorius oliviformis Nutt.
Família: 
Juglandaceae
Partes usadas: 
Casca, folha.
Constituintes (princípios ativos, nutrientes, etc.): 
Vitaminas, fitoesteróis, aminoácidos, antocianidinas, flavanóis, proantocianidinas.
Propriedade terapêutica: 
Adstringente, parasiticida.
Indicação terapêutica: 
Micose, tuberculose.

 


Origem
Sul dos EUA.

Nome em outros idiomas

  • Inglês: hardy pecan
  • Espanhol: nogal morado, nuez encarcelada.

Descrição [2]
A árvore da noz-pecã é alta, frondosa, sob condições ideais de crescimento pode atingir mais de 40 m de altura e tronco de 2 m de diâmetro, cuja casca é cinzenta tornando-se marrom avermelhada com o tempo.

Espécie caducifólia, perde as folhas no inverno. A folhagem exala odor desagradável quando machucada.

Flores masculinas e femininas estão na mesma árvore.

O fruto é uma drupa, forma ovóide, encerrado em uma casca verde espessa que se abre quando maduro.

A polinização é feita pelo vento.

Uso popular e medicinal [1]
Casca e folhas são adstringentes. Costuma-se usar a decocção da casca para tratar a tuberculose e as folhas, reduzidas a pó e esfregadas na pele, para tratar micoses. 

Crua ou cozida, a noz é usada em sobremesas ou adicionadas a sorvetes, bolos e pães. 

Nativos americanos costumavam fazer um líquido cremoso chamado "leite de nogueira", esmagando as nozes, fervendo em água e depois espremendo. Esse "leite" era bebido ou usado para engrossar sopas, bolos de milho e outros pratos. 

As árvores de pecã têm a madeira dura, marrom-avermelhada-marrom, servem para fazer cabos de ferramenta.

Um óleo comestível é obtido da noz.

Valor nutricional por 100 g de parte comestível [3]

Principais Minerais Vitaminas
Umidade g 3,52 Cálcio mg 70 E (alfa-tocoferol) mg 1,40
Energia 691 kcal Magnésio mg 121 A IU  56
Proteína g 9, 17 Manganês mg 4,500 A RAE µg
Lipídeos (total) g 71,97 Fósforo mg 277 Tiamina mg 0,660
Colesterol mg 0 Ferro mg 2,53 Riboflavina mg 0,130
Carboidrato g 13,86 Sódio mg 0 Piridoxina mg 0,210
Fibra alimentar g 9,6 Potássio mg 410 Niacina mg 1,167
Açúcar (total) g 3,97 Zinco mg 4,53 Vitamina C mg 1,1


Outros nutrientes

  • Vitaminas: ácido pantotênico (B5), folato (B9), colina, betaína, betacaroteno, betacriptoxantina, luteina+zeaxantina, filoquinona (K1).
  • Fitoesteróis: estigmasterol, campesterol, betasitosterol
  • Aminoácidos essenciais (triptofano, treonina, isoleucina, leucina, lisina, metionina, fenilalanina, valina ) e não essenciais (alanina, arginina, glutamina, histidina, ácido aspártico, cistina, tirosina, glicina, prolina, serina).
  • Antocianidinas: cianidina, delfinidina
  • Flavanóis: catequina, epigalocatequina, epigalocatequina-3-galato
  • Proantocianidinas

 Referências

  1. Plants for a Future: Carya illinoinensis - Acesso em 7 de maio de 2017
  2. Floridata Plant Encyclopedia: Carya illinoinensis - Acesso em 7 de maio de 2017
  3. United States Department of Agriculture (Food Composition): Nuts - pecan - Acesso em 7 de maio de 2017
  4. Image (shelled pecan nuts): Wikimedia Commons - (Photographer: Markus Brunner, Germany) - Acesso em 7 de maio de 2017
  5. Image (foliage and nuts): Wikimedia Commons (Author: Brad Haire, University of Georgia, USA) - Acesso em 7 de maio de 2017
  6. The Plant List: Carya illinoinensis - Acesso em 7 de maio de 2017

GOOGLE IMAGES de Carya illinoinensis - Acesso em 7 de maio de 2017

Galeria: