Limoeiro

Nome científico: 
Citrus limon (L.) Burm. f.
Sinonímia científica: 
Nenhum sinônimo foi encontrado.
Família: 
Rutaceae
Partes usadas: 
Suco e pele do fruto (pericarpo). Os frutos são quase sempre colhidos ainda verde e geralmente são consumidos antes que atinjam o estado maduro (amarelo).
Constituintes (princípios ativos, nutrientes, etc.): 
Açúcares, ácido cítrico (8%), óleo essencial (6%), citronelal, α-terpineol, linalilo e acetato de geranilo, glicósidos de flavona amargas, derivados de cumarina.
Indicação terapêutica: 
Infecções, dor de cabeça, enxaqueca, problemas musculares, tosse, resfriado, asma, contra fungos como a micose e tinea, limpeza de pele oleosa, clareamento de cabelos, eliminação de caspa.

Origem
A origem de todas as espécies do gênero Citrus é incerta por ser uma cultura antiga. C. limon é considerado nativo da Ásia Central. Atualmente o limão é muito cultivado em vários países tropicais e subtropicais. Os EUA e o México são os principais produtores. Na Europa, a maioria dos limões são cultivados na Espanha e Itália.

Nome em outros idiomas

  • Inglês: lemon
  • Francês: citron
  • Alemão: zitrone
  • Italiano: limone

Uso popular e medicinal
O fruto do limoeiro (limão) é talvez o mais conhecido e usado em todo o mundo. As aplicações são inúmeras: na culinária, uso medicinal, como promotor da saúde, na jardinagem, em aromaterapia, na cosmetologia etc..

Na culinária o suco ácido do limão é usado para fazer delícias como a limonada, merengue, pudim, manteiga e sorvetes. A pele e as raspas de limão são utilizados principalmente no cozimento. O bagaço do limão é ótimo para eliminar o cheiro de peixe dos talheres e panelas. 

O óleo essencial é extraído da pele e usado em uma ampla variedade de produtos alimentares e como perfume em produtos de limpeza e polimento de madeira. Herbalistas recomendam o óleo de limão contra as infecções, para ajudar o sistema digestivo, aliviar dores de cabeça, enxaquecas, problemas musculares, tosse, resfriado, asma e contra fungos como a micose e tinea. Indicam também para limpar a pele oleosa, clarear cabelos, eliminar a caspa e a oleosidade do couro cabeludo.

O limão é excelente fonte de vitaminas A e C e sais minerais (potássio, cálcio, fósforo, magnésio e ferro) que o organismo necessita para manter-nos fortes e saudáveis.

Em banheiros públicos, rodelas de limão são espalhadas nos vasos sanitários para melhorar a higiene e eliminar o cheiro ruim.

No Brasil, é um dos ingredientes da famosa "caipirinha": limão espremido ou socado, cachaça, açúcar e gelo.

Em países de clima frio, o limoeiro é cultivado em vasos.

Pragas do limoeiro

O limoeiro é considerado "o lar" de muitos indivíduos da natureza como cochonilhas, percevejos, borboletas, lagartas e mariposas que se adaptaram às espécies introduzidas e tornaram-se pragas que danificam o fruto.

Na aromaterapia (técnica terapêutica que usa os estímulos olfativos como ferramenta de tratamento), o óleo essencial extraído das cascas do limão é um importante componente do chamado "kit pronto-socorro". Atua no emocional estimulando o resgate da alegria de viver e controlando estados de ansiedade, depressão e desânimo. 

É um promotor eficaz do positivismo e bom humor, encoraja, dá confiança e segurança. Ajuda a abrir o coração, aliviando medos e envolvimentos emocionais. Trabalha, em paralelo, a mágoa oculta ou reprimida.

 Colaboração

  • Tarsila Sangiorgi Rosenfeld, Comunicóloga (São Paulo, SP).

 Referências

  1. Gernot Katzer´s Spice Pages (2001): Lemon - Acesso em 24 de julho de 2017
  2. Lepidoptera Butterfly House: Citrus var. limon - Acesso em 24 de julho de 2017
  3. Purdue University: Lemon - Acesso em 24 de julho de 2017
  4. Doce limão - Acesso em 24 de julho de 2017
  5. Limoeiro em outros websites  - Acesso em 24 de julho de 2017
  6. The Plant List: Citrus limon - Acesso em 24 de julho de 2017

GOOGLE IMAGES de Citrus limon - Acesso em 24 de julho de 2017

Galeria: