Lágrima-de-nossa-senhora

Nome científico: 
Coix lacryma-jobi L.
Sinonímia científica: 
Coix agrestis Lour.
Família: 
Poaceae
Partes usadas: 
Raiz, fruto, semente.
Princípio ativo: 
Coixenolide, coixol.
Propriedade terapêutica: 
Antitumoral, antirreumática, diurética, refrigerante, tônica, anti-helmíntica, anódina, anti-inflamatória, antipirética, antisséptico, antiespasmódica, hipoglicemiante, hipotensora, sedativa.
Indicação terapêutica: 
Tumores (abdominal, esofágico, gastrointestinal), câncer de pulmão, verrugas, inflamação da ponta dos dedos, abcesso pulmonar, pneumonia lobar, apendicite, artrite reumatoide, beribéri, desordens menstruais.

Nome em outros idiomas

  • Inglês: job’s tears, coix, adlay millet
  • Francês: herbe à chapelets, larme-de-job, larmille
  • Alemão: hiobsträne, hiobstränengras
  • Italiano: lacrima di Giobbe, lacrime di Gesù
  • Espanhol: Lágrimas de san Pedro

Origem
Nativa do sudeste da Ásia. Índia é o provável ponto de origem.

Descrição
Planta perene, cresce até 1 m. Flor monóica (ou hermafrodita, apresenta órgãos reprodutores de ambos os sexos) polinizada pelo vento. Fácil de plantar a partir das sementes, nascem pequenos pés semelhantes ao milho. A partir do primeiro ano começam a aparecer as bagas.

O nome em inglês job’s tears equivale ao nome em latim (Lacryma = lágrimas), devido a vagem ter aparência de uma gota de lágrima.

As vagens apresentam um orifício natural em cada extremidade, são resistentes a umidade, por isso são utilizadas na confecção de rosários (ou terços).


Jose Hernandez - USDA-NRCS PLANTS Database 

Uso popular e medicinal [1]

O fruto é anódino (reduz efeitos da dor), anti-inflamatório, antipirético, antisséptico, antiespasmódico, hipoglicemiante, hipotensor, sedativo e vermífugo. Os frutos são utilizados em remédios populares para tumor abdominal, esofágico, gastrointestinal, câncer de pulmão, verrugas e inflamações dos tecidos dos dedos das mãos e pés (falange distal, terminal ou singular).

Um dos componentes ativos da planta, o coixenolide, tem atividade antitumoral. A semente, com a casca removida, é antirreumática, diurética, peitoral, refrigerante e tônica. Usam-se o chá das sementes cozidas como parte de tratamento para curar verrugas.

É também utilizada no tratamento do abcesso pulmonar, pneumonia lobar (infecção em apenas um único lobo do pulmão), apendicite, artrite reumatóide, beriberi, diarreia, edema, dificuldade de urinar e tratamento de câncer. As raízes foram utilizadas no tratamento de desordens menstruais. Uma decocção da raiz foi utilizada como anti-helmíntica. 

O fruto é colhido quando maduro no outono e as cascas são removidas antes de usar, sejam frescas, assadas ou fermentadas.

 Referências

  1. Plants for a Future: Coix lacryma-jobi - L. - Acesso em 14/1/2015
  2. Institute for Traditional Medicine: Coix - Food and Medicine  - Acesso em 14/1/2015
  3. Tela Botanica: Coix lacryma-jobi L. - Acesso em 14/1/2015
  4. Imagem: J.S. Peterson, hosted by the USDA-NRCS PLANTS Database  - Acesso em 14/1/2015
  5. Flora Italiana - Acesso em 14/1/2015
  6. The Plant List: Coix lacryma-jobi - Acesso em 14/1/2015

GOOGLE IMAGES de Coix lacryma-jobi - Acesso em 14/1/2015

Galeria: