Goma do cajueiro pode ajudar no tratamento do refluxo gastroesofágico

Um polímero extraído do caule do cajueiro (Anacardium occidentale) pode se tornar uma importante ferramenta no tratamento da doença do refluxo gastroesofágico, condição que afeta cerca de 12% da população mundial, segundo experimentos conduzidos na Universidade Federal do Ceará (UFC).

Em testes feitos com tecido de 33 pacientes, obtidos por meio de biópsia, observou-se que a goma do cajueiro adere profundamente às células do esôfago, formando um biofilme e aumentando a resistência contra os danos causados pelo ácido gástrico.

A hipótese é que, além de conferir proteção tópica, o polímero também tenha ação anti-inflamatória.

A matéria completa foi publicada pela Agência FAPESP (junho/2017) >>