Ervas para melhorar a função da tiroide

Ervas medicinais têm sido usadas para melhorar a função da tiroide. Podem ser úteis para quem sofrem tanto de hipertiroidismo, caso em que a tiroide produz uma quantidade excessiva de hormônio, quanto de hipotiroidismo, quando a produção está abaixo do nivel normal.

glândula endócrina tiroide (ou tireoide, ambas as grafias são corretas) responde pela produção de hormônios, como a triiodotironina ou T3 e tiroxina ou T4.

Os altos e baixos desse hormônios causam as duas principais doenças da tiroide, hipotiroidismo e hipertiroidismo [12].

Goma guggul (Commiphora mukul)
Guggul é uma resina extraída da casca da planta indiana Commiphora mukul, tem fragrância parecida com a mirra. Planta usada na medicina indiana Ayurveda para tratamento de diversas enfermidades, dentre as quais, melhorar a função da tireóide e aumentar a atividade de queima de gordura do corpo (termogênese, ou produção de calor) [2,6].

Equinácea (Echinacea purpurea)
Equinácea ("Echinacea" em inglês) é uma erva popular usada para estimular o sistema imunológico, é considerada útil para quem sofre de hipertiroidismo ou tireoidite. Especialistas têm indicado raízes da equinácea para seus pacientes e raramente encontram problemas adversos [1].

Raiz de alcaçuz (Glycyrrhiza glabra)
A raiz de alcaçuz ("licorice" em inglês) é indicada para manter um equilíbrio entre as glândulas da tiroide em pacientes que sofrem de fadiga. Estudos científicos comprovaram em 2011 que um dos principais componentes de alcaçuz inibe o crescimento de células de câncer de tiroide altamente invasivas [1]

Licopus (Lycopus europaeus, Lycopus virginicus)
Conhecida também como corneta-doce e corneta d'água ("bugleweed" em inglês), esta planta tem eficácia comprovada em aliviar hipertiroidismo leve, conforme estudo realizado em 2013. Especialistas acreditam que ela pode substituir gradualmente medicamentos como methimazole ou PTU. É tradicionalmente usada para conter a conversão do iodo pela glândula da tiroide e pode ser útil como tratamento natural para o hipertiroidismo e doenças relacionadas. Cuidado: a planta é contraindicada para diabéticos, hipoglicêmicos e quem sofre de osteoporose [1,2,3,4,5]

Ginseng indiano, ashwaganda (Withania somnifera)
Ginseng indiano ("ashwaganda" é o nome sânscrito da espécie Withania somnifera) pertence a família Solenaceae, a mesma do tomate e como tal tem frutos vermelhos e flores amarelas, mas as suas raízes é que são usadas para fins medicinais. Tem propriedades antioxidantes que trabalha diretamente na tiroide, produzindo a exata quantidade de hormônios. Além do equilíbrio hormonal, ajuda a combater o stress, a melhorar o sistema imunológico e tem efeitos anti-inflamatórios. A planta está incluída na Farmacopéia indiana ayurveda. É conhecida por "ginseng indiano" devido aos seus supostos benefícios restauradores. Em sânscrito, ashwagandha significa "cheiro de cavalo" ou "tornar forte como um cavalo", sugerindo que essa erva aromática provê a força de um garanhão [1,7].

Bacopa (Bacopa aquatica)
É planta da família Plantaginaceae, conhecida no Brasil também por pacoba, pacobeira, pacova. Pesquisadores confirmam a potência de bacopa como um estimulador da tiroide para combater o hipotiroidismo. Verificou-se que a erva regula as concentrações hormonais em torno de 41% sem reações adversas [1,8].

Eleuthero (Eleutherococcus senticosus)
Conhecido como "ginseng siberiano", eleuthero é considerada ótima para quem sofre tanto de hipertiroidismo quanto hipotiroidismo. Acredita-se ser eficaz como reguladora dos níveis de hormônios no corpo. A erva contém substâncias que ajudam no funcionamento normal do timo (glândula do sistema imunológico) e glândulas supra-renais [1,11].

Bodelha (Fucus vesiculosus)
Conhecida no Brasil por bodelha, fava-do-mar, alga-vesiculosa e carvalhinho-do-mar ("bladderwrack" em inglês), é uma alga encontrada nas costas do Atlântico e Pacífico. Indicada para hipotiroidismo por conter elevados níveis de iodo natural, que estimula a produção de hormônios da tiroide. Encontrada em farmácias e lojas de produtos naturais, é considerada erva essencial para muitas condições de saúde como obesidade, prisão de ventre (constipação, obstipação intestinal), diarréia, indigestão e gastrite [1,2]

Linhaça (Linum usitatissimum)
Linhaça ("flaxseeds" em inglês), a semente do linho, planta que produz a famosa fibra textil, é rica em ácidos graxos essenciais, especialmente ômega-3. Estudos científicos comprovaram que o consumo de alimentos que contém ômega-3 ajuda a impulsionar a produção de hormônios da tiroide, o que reduz a susceptibilidade ao hipotiroidismo [1].

Nogueira preta (Juglans nigra)
A nogueira preta ou noz preta ("black walnut" em inglês) é outra planta rica em iodo. Já foi comprovado que o iodo é um nutriente essencial da saúde e bom para o funcionamento da tiroide. Verificou-se ainda que quantidade insuficiente de iodo resulta em fadiga crônica, depressão, diminuição da capacidade mental e bócio (ou "papo", aumento do volume da tiroide). Noz preta tem grande quantidade de potássio, magnésio e ácidos graxos essenciais ômega-3 e ômega-6 [1].

Melissa (Melissa officinalis)
Melissa ("lemon balm" em inglês) também é considerada benéfica, pois reduz a produção de hormônios da tiroide e alivia os sintomas associados com hipertiroidismo. Mas cuidado, existe relato de possível interação com medicamentos sedativos (insônia, ansiedade) e medicamentos da tiroide [1,2,10].  

Referências

  1. Herbs for the Thyroid - Acesso em 9/1/2015
  2. Herbs to Improve Thyroid Functions - Acesso em 9/1/2015
  3. Herbal Medicine Materia Medica: Bugleweed - Acesso em 9/1/2015
  4. US National Library of Medicine: Endocrine effects of Lycopus europaeus L. following oral application. - Acesso em 9/1/2015
  5. Bugleweed: Health Benefits and Side Effects - Acesso em 9/1/2015
  6. Ayurveda Medicinal Herb: Guggul - Acesso em 9/1/2015
  7. Instituto Brasileiro de Terapias Ayurveda - Acesso em 9/1/2015
  8. Acta Botanica Brasilica: Uma nova espécie de Bacopa aubl. (Scrophulariaceae) da América do Sul - Acesso em 9/1/2015
  9. Natural Alternative Remedy: Black Walnut Benefits - Acesso em 9/1/2015
  10. University of Maryland Medical Center: Lemon balm - Acesso em 9/1/2015
  11. American Cancer Society: Eleuthero (formerly Siberian Ginseng) - Acesso em 9/1/2015
  12. Instituto da Tiroide - Acesso em 9/1/2015

Comentários

Prezado Irmão Sérgio,

Gostaria de saber, onde posso encontrar um livro com os nomes populares das Plantas.

Abraços Fraternos,

Luiz Antonio

Olá Luiz Antonio,

Todos os livros que eu pude consultar apresentam os nomes populares das plantas. Alguns focam em determinada região (Sul, Norte) ou bioma (Amazônia, Cerrado, Pantanal) e por aí vai. É difícil fazer uma indicação. Como sugestão, clique abaixo, talvez encontre o que procura:

Várias obras mencionadas são usadas nas pesquisas deste Portal. 

Abraços,

Sergio