Cumaru

Nome científico: 
Amburana cearensis (Allemao) A.C.Sm.
Sinonímia científica: 
Amburana cearensis var. acreana (Ducke) J.F. Macbr.
Família: 
Leguminosae
Partes usadas: 
Cascas e sementes.
Princípio ativo: 
Cumarina
Propriedade terapêutica: 
Anti-inflamatória, broncodilatadora.
Indicação terapêutica: 
Problemas respiratórios, tosse, gripe, bronquite, asma.

Origem
Nativa no nordeste do Brasil.

Descrição
Árvore silvestre de até 20 m de altura típica da caatinga nordestina. Tronco revestido por uma casca espessa cuja parte externa se solta em camadas finas, formando grandes manchas vermelho-pardacentas e lisas. Folhas compostas pinadas, de folíolos elípticos, orbiculares, até oblongas ou obovais de 2-3 cm de cumprimento.

A floração ocorre em setembro e suas flores são pequenas, brancacentas e muito aromáticas, dispostas em panículas terminais.

Oferece boa produção de frutos do tipo vagem, tardiamente deiscentes, contendo uma única semente oleaginosa manchada de marrom e branco, com cheiro forte e agradável, achatada e provida de uma asa membranácea. O mesmo cheiro, embora mais fraco, está presente em todas as demais partes da planta.

Propaga-se por sementes novas em que não ocorrem problemas de germinação e desenvolvimento da plântula.

Uso popular e medicinal
Apresenta como constituinte químico a cumarina que, junto a outras substâncias ainda não identificadas, forma um complexo fitoterápico responsável pelas suas atividades anti-inflamatória e broncodilatadora, cujas cascas e sementes são utilizadas para o tratamento de problemas respiratórios como tosse, gripe, bronquite e asma na forma de chá fervido (decocto) ou de banho com o cozimento das cascas para tratar dores reumáticas.

Uso medicinal comprovado com estudo farmacológico.

Outros usos
Esta planta tem aplicação em várias áreas: alimentação animal, alimentação humana, acola, cera, goma e óleos essenciais.

As sementes são usadas comercialmente na perfumaria.

A madeira é usada como combustível (lenha), construção (caixotaria, forros, lambris, portas, tábuas) e móveis (fabricação de cadeiras, escultura, balcões e marcenaria em geral).

A árvore tem potencial paisagístico por ser muito ornamental, principalmente pelos ramos e tronco que são lisos de cor vinho ou marrom-avermelhado.

 uma cerveja artesanal fabricada no Estado do Paraná (Brasil), a Way Amburana Lager, que leva o nome da madeira na qual é envelhecida (Amburana cearensis), tem 8,4% de teor alcoólico e sabor levemente amargo. Em Ivoti, cidade do Estado do Rio Grande do Sul (Brasil) é fabricada a cachaça Weber Haus (foto), comercializada após descansar 1 ano em madeira de Amburana cearensis.

 Referências

  1. MATTOS, S. H. et. al. Plantas Medicinais e Aromáticas Cultivadas no Ceará: Tecnologia de Produção e Óleos Essenciais. Serie BNB Ciência e Tecnologia n. 2, Fortaleza, 2007.
  2. UOL Economia - Acesso em 25 de outubro de 2015
  3. Flavors of Brazil - Acesso em 25 de outubro de 2015
  4. Imagem: Banco de Dados de Plantas do Nordeste (Vinicius Lubambo, Gerda Nickel Maia) - Acesso em 25 de outubro de 2015
  5. The Plant List: Amburana cearensis - Acesso em 25 de outubro de 2015

GOOGLE IMAGES de Amburana cearensis - Acesso em 25 de outubro de 2015

 

Galeria: