Crisântemo

Nome científico: 
Tanacetum parthenium (L.) Sch.Bip.
Sinonímia científica: 
Chrysanthemum parthenium (L.) Bernh.
Família: 
Compositae
Partes usadas: 
Flores e inflorescência
Constituintes (princípios ativos, nutrientes, etc.): 
Partenolida
Propriedade terapêutica: 
Anti-inflamatória, reumática, antiespasmódica, aperiente, carminativa, emenagoga, sedativa, estimulante.
Indicação terapêutica: 
Dor de cabeça, enxaqueca, artrite, resfriado, febre, inchaço dos pés, feridas, regulador do fluxo menstrual.

Nota
Em algumas referências Tanacetum parthenium é citado como tanaceto. Aqui estamos tratando crisântemo e tanaceto como sendo a mesma espécie, porém mantendo páginas separadas para cada uma, pois as fontes de consulta foram diferentes para a mesma espécie. Consulte a descrição do tanaceto.

Nome em outros idiomas

  • Inglês: fewerfew, wild chamomile, tansy, febrifuge plant, midsummer daisy

Origem
Nativa do sudeste da Europa, propaga-se por toda a Europa, América do Norte e Austrália.

Descrição
Tanacetum parthenium é uma planta perene cujo crescimento vai até 0,6m. Floresce entre julho e agosto e as sementes amadurecem a partir de agosto-setembro. As flores, parecidas com as da margarida, são hermafroditas (possuem os dois órgãos masculinos e femininos) e são polinizadas por abelhas e moscas.

Uso popular e medicinal
Esta planta ganhou reputação como erva medicinal a partir de 1970, quando pesquisas comprovaram ser benéfica no tratamento de certos tipos de enxaqueca, reumatismo e artrite.

As folhas e inflorescências são anti-inflamatória, antiespasmódica, aperiente, amarga, emenagoga, carminativa, calmante, estimulante.
 
A planta é coletada quando em flor e pode ser seca para uso posterior.
 
A infusão é usada para banhar os pés inchados.
 
O chá feito a partir da planta inteira é utilizada no tratamento de artrite, resfriados e febres. Acredita-se que tenha propriedade sedativa e seja útil para regular o fluxo menstrual.
 
Aplicado externamente como uma tintura, a planta é usada no tratamento de feridas.
 
Mastigar de 1 a 4 folhas por dia mostrou ser eficaz no tratamento de algumas dores de cabeça de enxaqueca.
 
O uso medicinal é obtido a base das folhas secas, mas todas as partes da planta que crescem acima do solo podem também ser utilizadas para esse fim. Acredita-se que a atividade de alívio da enxaqueca deve-se à partenolida, um composto ativo que ajuda a aliviar os espasmos musculares leves. Em particular, ele ajuda a evitar a constrição dos vasos sanguineos no cérebro (uma das principais causas de dores de cabeça de enxaqueca). Inibe também a ação dos compostos que causam inflamação.
 

Curiosidade
O nome comum em inglês desta planta "feverfew" deriva do latim febrifugia, cujo significado é "redutor da febre".

 Culinária
As flores secas são utilizadas como um condimento no preparo de bolos e para conferir um sabor deliciosamente aromático amargo a certos alimentos. Um chá é feito das flores secas.
 
Cuidado
Use com cuidado. Se consumidas, as folhas frescas podem causar úlceras e dermatite na boca. Não deve ser usado por mulheres grávidas. 

 Referências

  1. Plants for a Future: Tanacetum parthenium - Acesso em 18 de outubro de 2015
  2. Imagem: J.S. Peterson @ USDA-NRCS PLANTS Database
  3. Growing Hermione's Garden: Tanacetum parthenium - Acesso em 18 de outubro de 2015
  4. The Plant List: Tanacetum parthenium - Acesso em 18 de outubro de 2015

GOOGLE IMAGES de Tanacetum parthenium - Acesso em 18 de outubro de 2015

Galeria: