Cebolinha

Nome científico: 
Allium fistulosum L.
Sinonímia científica: 
Allium fistulosum var. caespitosum Makino
Família: 
Amaryllidaceae
Partes usadas: 
Toda a planta.
Indicação terapêutica: 
Prevenção de desordens cardiovasculares, melhorar a visão, ajudar na recuperação de resfriados comuns, dores de cabeça, feridas e chagas purulentas.

Origem
Originária da Ásia (China), esta espécie é cultivada em hortas e jardins como condimento e até como bordadura ornamental de canteiros.

Nome em outros idiomas [2]

  • Inglês: welsh onion, bunching onion, japanese bunching onion, onion green. 
  • Alemão: winterzwiebel, frühlingszwiebel, schnittzwiebel, winterhecken-zwiebel. 
  • Francês: aix fistuleux

Descrição [1]
Planta herbácea, baixa (0,30 a 0,50 m), perene mas cultivada como anual ou bienal, de caule subterrâneo, bulboso com bulbos finos, alongados, macios e claros. Planta cespitosa que forma touceiras com os filhos. Raízes fasciculadas, finas, curtas e esbranquiçadas, pouco ramificadas e de superfície lisa. Bulbos solitários ou fasciculados e pouco grossos e por isso alguns autores preferem considerar que ela não apresenta propriamente um bulbo, mas um alargamento da base de cada rebento.

Folhas lineares, grandes, glaucas, dísticas, ocas, grossas mas não tanto quanto as da cebola, porém mais grossa que as da cebolinha-miuda (Allium schoenoprasum). Ápice acuminado, aroma pronunciado, com cerca de 30 cm de comprimento e cor verde-clara.

Flores pequenas, actinomorfas, hermafroditas, com 6 tépalas livres brancas ou esverdeadas em duas séries. Estames em número de 6. Ovário súpero, séssil, trilobulado. Flores reunidas em umbelas terminais sobre um escapo cilíndrico e oco, protegidas por uma espata bivalva.

Frutos são constituídos de cápsulas loculícidas. As sementes são escuras e angulosas semelhantes às da cebola mas menores em tamanho.

Uso popular e medicinal [3]
São muitas as qualidades terapêuticas atribuídas a cebolinha, especialmente na medicina chinesa, onde é usada para melhorar o funcionamento dos órgãos internos e o metabolismo, para a prevenção de desordens cardiovasculares e para prolongar a vida.

Relata-se ainda seu uso para melhorar a visão e ajudar na recuperação de resfriados comuns, dores de cabeça, feridas e chagas purulentas.

Composição de alimentos por 100 gramas de parte comestível [4]

Cebolinha crua
Principais Minerais Vitaminas
Umidade % 93,9 Cálcio mg 80 Retinol µg NA
Energia 20 kcal; 82 kJ Magnésio mg 25 RE µg 134 
Proteína g 1,9 Manganês mg 0,13 RAE µg 67
Lipídeos g 0,4 Fósforo mg 27 Tiamina mg 0,03
Colesterol mg NA Ferro mg 0,6 Riboflavina mg 0,04
Carboidrato g 3,4 Sódio mg 2 Piridoxina mg 0,08
Fibra alimentar g 3,6 Potássio mg 206 Niacina mg Tr
Cinzas g 0,5 Cobre mg 0,04 Vitamina C mg 31,8
    Zinco mg 0,3    

NA: Não Aplicável; Tr: Traços

Informações agronômicas
As variedades mais populares são “comum vermelha” e “branca temporã”. Essa tem bulbos brancos e rosados e sabor menos pronunciado que a primeira. Produz melhor nos climas temperados mas tolera os subtropicais. Exige locais ensolarados. Não é exigente em solos, porém solos leves, férteis e permeáveis são melhores para esta cultura. Solos úmidos e pesados causam doenças ao bulbo e folhas, enquanto que os ácidos devem ser corrigidos até próximo a neutralidade.

O método mais comum de propagação é a divisão de touceiras. Tratos culturais consistem em capinas, môndoas e regas nas ocasiões de estio. A colheita Inicia-se aos 90 dias após o transplante das mudas. Colhe-se toda a planta próxima ao solo. 

 Referências

  1. CASTRO, L. O.; CHEMALE, V. M. Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares – Descrição e Cultivo. Livraria e Editora Agropecuária, Guaíba (RS). 1995.
  2. Henriette's Herbal Homepage: Allium fistulosum - Acesso em 10 de maio de 2015
  3. Plant Resources of Tropical Africa: Allium fistulosum - Acesso em 10 de maio de 2015
  4. Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TACO). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), 4a ed. 2011.
  5. Imagem: © Sergio R. Sigrist - 2015
  6. The Plant List: Allium fistulosum - Acesso em 10 de maio de 2015

GOOGLE IMAGES de Allium fistulosum - Acesso em 10 de maio de 2015

Galeria: