Cardo-santo

Nome científico: 
Centaurea benedicta (L.) L.
Sinonímia científica: 
Cnicus benedictus L.
Família: 
Compositae
Partes usadas: 
Folhas inteiras
Princípio ativo: 
Glicosideos amargos, alcaloides, óleo volátil, taninos, mucilagem.
Propriedade terapêutica: 
Diurético, antitérmico, antisséptico, antibiótica, expectorante, anti-hemorrágica, cicatrizante.
Indicação terapêutica: 
Anorexia, febre, úlceras, feridas, febre, estimular a lactação.

Nome em outros idiomas

  • Inglês: holy thistle, blessed thistle (americano), spotted thistle (britânico)
  • Francês: chardon bénit
  • Espanhol: cardo bendito
  • Alemão: benediktenkraut
  • Italiano: cardo benedetto

Origem
Nativa da região Mediterrânea da Europa.

Descrição
Herbácea anual, ereta, pouco ramificada e espinhenta de hastes arroxeadas e rígido-pubescentes de 30 – 60 cm de altura, com raízes brancas e aromáticas.

Folhas inteiras, cartáceas, com as margens irregularmente solitárias ou em pequenos grupos, com flores amareladas, protegidas por brácteas foliáceas, com espinhos nas margens e no ápice, que quase escondem a inflorescência. Multiplica-se apenas por sementes.

Uso popular e medicinal
Planta de largo uso na medicina tradicional desde tempos remotos quando era cultivada nos mosteiros e já considerada o “refúgio dos pobres”, uma “panacéia dos pais de família” para a cura de todos os males. No século XVI foi largamente recomendada contra peste. A planta inteira é empregada, porém sempre seca e no início da floração.

É empregada internamente contra anorexia (falta de apetite) associada a depressão. Externamente é indicada contra úlceras e feridas.

Estudos clínicos e farmacológicos são conduzidos com esta planta, visando validá-la como contraceptivo.

Apesar de sua popularidade no passado, cardo-santo é atualmente considerado útil apenas para problemas digestivos. Ele funciona estimulando a produção de saliva e sucos digestivos. Acredita-se que seja útil na produção de leite quando tomado por mães que amamentam.

Curiosidade
O nome cardo-santo reflete a veneração a esta planta no passado na cura da peste. Na comédia de Shakespeare Much Ado About Nothing, cardo-santo é referido como "a única solução para náusea (enjôo)".

 Atenção
Doses excessivas podem causar queimaduras na boca e no esôfago, vômitos e diarréias.

 Colaboração

  • Isanete G. C. Biescki, Farmacêutica, Cuiabá (MT). 
  • Maria das Graças Leão, Farmacêutica-Sanitarista, Cuiabá (MT). Agosto de 2005.

 Referência

  1. LORENZI, H.; MATOS, F. J. A. Plantas Medicinais no Brasil - Nativas e Exóticas. Instituto Plantarum, Nova Odessa, 2.ed. 2008.
  2. Medical Explorer: Cnicus benedictus - Acesso em 20 de setembro de 2015
  3. Home Remedy Central: Blessed thistle - Acesso em 20 de setembro de 2015
  4. Go Botany: Centaurea benedicta - Acesso em 20 de setembro de 2015
  5. Imagem: Wikimedia Commons (Author: Alberto Salguero Quiles) - Acesso em 20 de setembro de 2015
  6. The Plant List: Centaurea benedicta - Acesso em 20 de setembro de 2015

GOOGLE IMAGES de Centaurea benedicta - Acesso em 20 de setembro de 2015

Galeria: