Bucha

Nome científico: 
Luffa cylindrica (L.) M.Roem.
Sinonímia científica: 
Bryonia cheirophylla Wall.
Família: 
Cucurbitaceae
Partes usadas: 
Folha, caule, fruto, raiz.
Constituintes (princípios ativos, nutrientes, etc.): 
Mormodicina, buchinina (atuam sobre as mucosas).
Propriedade terapêutica: 
Purgativa, vermífuga, emoliente, emético, catártico, diurético
Indicação terapêutica: 
Afecções hepáticas, amenorreia, clorose, anemia, prisão de ventre crônica, obstipação, câncer nasal, cicatrização de feridas, maturação de abcessos, tosse convulsa, edemas, malária, enterobiase, dor de estômago, tumores, inchaços, problemas de pele.

Nome em outros idiomas

  • Inglês: smooth loofah, sponge gourd, vegetable sponge, dishcloth gourd, dishrag gourd, rag gourd
  • Francês: courge torchon, éponge végétale, liane torchon, pétole, luffa

Origem
Seu cultivo é antigo, acredita-se que seja originária da África. É amplamente distribuída nos trópicos e subtrópicos como planta cultivada e naturalizada.

Descrição
Planta trepadeira herbácea, tem folhas dentadas, flores amarelas, frutos volumosos e oblongos contendo sementes claras ou escuras. Tanto as folhas quanto os frutos são comestíveis, porém não são consumidos como alimento. 

Quando o fruto fica velho e seco, o endocarpo transforma-se numa rede fibrosa muito útil como uma esponja para esfregar e lavar utensílios, além do próprio corpo humano. Usam-se também para confeccionar chapéus, palmilhas de sapatos, guardanapos de esteiras, tapetes de banho, sandálias e luvas.

Devido a capacidade de absorção de choque, a fibra é empregada em capacetes e veículos blindados.

Uso popular e medicinal
Na medicina caseira o caule e as folhas da bucha são usados como infusão contra afecções hepáticas, amenorreia, clorose e anemia. Emprega-se a polpa do fruto maduro e a raiz como purgativo e a infusão das sementes como vermífuga. Tem ação sobre a prisão de ventre crônica [2].

Na medicina tradicional africana a polpa de toda a planta é usada como um supositório contra a prisão de ventre. Preparações da raiz são indicadas para o tratamento de obstipação e como diurético.

No Gabão preparações da raiz servem como remédio contra câncer nasal. Na República Democrática do Congo a decocção das raízes e folhas é ingerida ou usada como enema (enteroclisma ou clister, a injeção de líquido no ânus para causar a evacuação) para provocar aborto. Ao contrário, na Tanzânia relata-se que uma decocção de raiz e seiva das folhas são ingeridas para reduzir o risco de aborto. As folhas são usadas para promover a cicatrização de feridas e maturação de abcessos.

suco da folha é considerado eficaz contra filária (ou elefantíase, doença causada por verme). Tomam um macerado aquoso de folhas frescas para o tratamento de tosse convulsa.

No Togo preparações de folha são aplicadas em edemas e no tratamento da malária. Na República Centro-Africana as folhas caídas ao chão são introduzidas por via retal no tratamento de enterobiase (infecção intestinal). 

Em Ruanda as folhas trituradas com água e a seiva servem para tratar dor de estômago. 

Em Uganda preparações de folha são utilizadas para facilitar o parto. Povos zulus na África do Sul tomam uma decocção da folha para tratar a dor de estômago. A fruta é usada na Guiné em tumores e inchaços e a polpa da fruta é usada na Guiné e Nigéria como um emoliente. A seiva do fruto é tido como forte purgante.

Às sementes são atribuídas propriedades emoliente, anti-helmíntico, emético (provoca vômito) e catártico (purificador, purgativo). O óleo de semente é utilizado para o tratamento de problemas de pele [1].

 Dosagem indicada

Afecções hepáticas, amenorreia, clorose e anemia. Colocar em infusão 20 g de caule e folhas de bucha em 1 litro de água fervente. Esfriar, coar e beber de 4 a 5 xícaras ao dia [2].

 Referências

  1. Plant Resources of Tropical Africa (PROTA4U): Luffa cylindrica - Acesso em 1/5/2016
  2. VIEIRA, L. S. Fitoterapia da Amazônia - Manual das Plantas Medicinais. Editora Agronômica Ceres, São Paulo (SP). 1992.
  3. Imagem: Wikimedia Commons (Author: Pekinensis) - Acesso em 1/5/2016
  4. The Plant List: Luffa cylindrica - Acesso em 1/5/2016

GOOGLE IMAGES de Luffa cylindrica - Acesso em 1/5/2016

Galeria: