Aguaí

Nome científico: 
Chrysophyllum viride Mart. & Eichler ex Miq
Sinonímia científica: 
Chloroluma viridis (Mart. & Eichler ex Miq.) Aubrév.
Família: 
Sapotaceae

Origem
Brasil. Tem ampla ocorrência na Mata Atlântica, estados de Espirito Santo, Minas Gerais, Parana, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Descrição
Planta arbustiva, textura lenhosa. Folha inteira, linear, lanceolada, margem inteira, distribui-se ao longo do caule de forma alternada. Fruto elipsóide, liso, polpa mucilaginosa doce, com 2-5 sementes chatas, comestível. É muito procurado por aves. Amadurece no período de agosto a dezembro.

A flor têm cor creme e exala perfume. Outros espécies de Chrysophyllum têm cores vermelha (Chrysophyllum marginatum) e amarelas (Chrysophyllum gonocarpum). Florescem de outubro a janeiro.

Uso popular e medicinal
A árvore tem elevado valor econômico, foi muito extraída nos anos 60 principalmente no Estado de Santa Catarina pela indústria madeireira para produção de compensados de sarrafos. Indicada para reflorestamento.

Referências às propriedades medicinais do aguaí são encontradas na espécie conhecida por aguaí-da-serra (Chrysophyllum gonocarpum).

 Atenção 
A seiva é tóxica, deve-se tomar cuidado com crianças.

 Colaboração

  • ​​Oriental Luiz Noronha, São Thomé das Letras (MG), 2015.

 Referências

  1. ​Instituto Brasileiro de Florestas: Aguaí - Acesso em 5 de julho de 2015
  2. Centro Nacional de Conservação da Flora: Chrysophyllum viride - Acesso em 5 de julho de 2015
  3. Imagem: Flora Digital (Autor: Marcio Verdi) - Acesso em 5 de julho de 2015
  4. The Plant List: Chrysophyllum viride - Acesso em 5 de julho de 2015

GOOGLE IMAGES de Chrysophyllum viride - Acesso em 5 de julho de 2015

Galeria: